Undine (2020) de Christian Petzold

Undine (2020) de Christian Petzold

Impressionante como um filme de encenação tão seca, sem vida e calculada, teria como chave a descoberta de um coração pulsante. E em seguida a consequência de um cérebro sem resposta. Um possível lado espiritual/invisível/fantasmagórico se revela e rapidamente é deixado de lado pelo ceticismo dos signos, que mesmo deixando o filme cada vez mais aberto parece fechar as possibilidades de crença.

Undine apresenta um amontoado de ideias, principalmente de twists e choques. Os personagens são simples peças de um xadrez que Petzold joga consigo, sempre surpreendendo a si mesmo e desafiando sua capacidade de continuar após a nova virada. Um leque de signos jogados que serão recuperados com o intuito de manter o filme respirando e com a justificativa de um filme labiríntico.

por Gabriel Linhares Falcão

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s