“O escuro tem sua casa: O retorno à sala de exibição como resposta as novas tecnologias de imersão” de Wilson Oliveira Filho, Gabriel Linhares Falcão, Francisco Malta, Márcia Cristina da Silva Sousa

Originalmente publicado e apresentado em AVANCA | CINEMA 2019 Conferência Internacional Cinema - Arte,Tecnologia,Comunicação. https://doi.org/10.37390/ac.v0i0.72   ----------------------------------------------------------------------------------- Abstract  In the 1990s and 2000s, directors like Pedro Costa (“Cavalo Dinheiro”, 2014) and Philippe Grandrieux (“Sombre”, 1998) made films that challenged the classic notion of screen as we know it. Diluted images in the darkness that merge with … Continue reading “O escuro tem sua casa: O retorno à sala de exibição como resposta as novas tecnologias de imersão” de Wilson Oliveira Filho, Gabriel Linhares Falcão, Francisco Malta, Márcia Cristina da Silva Sousa

High Life (2018) de Claire Denis

High Life (2018) de Claire Denis High Life nos faz perceber que Solaris e L'inturs têm muito em comum. Em Solaris, a memória se materializa naturalmente no espaço, já em L'intrus, realidade e memória (acompanhada de seus traumas e desejos) ocupam o mesmo espaço, ou melhor, a mesma ausência de espaço, os dois se encontram na fragmentação deste.  O plot de High Life é … Continue reading High Life (2018) de Claire Denis